Danças portuguesas – Características e origens | Danças de Portugal

As danças portuguesas são conhecidas principalmente por suas atuações alegres e divertidas. Carregam consigo as crenças e costumes populares, apresentando passos marcantes e inconfundíveis. As danças de Portugal são muito importantes para o folclore e cultura brasileira: muitas delas são a origem de algumas das mais conhecidas danças nacionais.

O povo português valoriza muito a sua cultura, sabem valorizá-la e repassá-la às gerações seguintes. Um fator importante para isso é que as crianças são inseridas desde cedo nas festividades não apenas como espectadoras, mas como dançarinas. Dessa forma, criam uma intimidade emocional com as danças portuguesas, atribuindo-as a momentos de alegria e integração social.



Características das danças portuguesas

Algumas regiões de Portugal apresentam tipos de dança específicos, porém, com uma característica em comum: os dançarinos sempre utilizam os trajes regionais. Além disso, todas elas são dançadas de acordo com o folclore e costumes locais, o que as tornam singulares.

Uma característica fascinante nesses tipos de danças típicas é a alegria dos dançarinos: divertem-se tanto ao dançar que os espectadores se sentem tentados a adentrar no palco e participar com os mesmos. Além de felizes, todos eles carregam no rosto a expressão de orgulho e carinho que sentem por suas tradições.

Os instrumentos musicais e o cantor

Os instrumentos musicais tocados nos eventos são elementos fundamentais nas danças portuguesas, pois o ritmo das passadas é ditado pelo ritmo da música. Podemos citar exemplos de instrumentos utilizados nessas ocasiões, como por exemplo, os membranofones, instrumentos de percussão tipicamente lusitanos.



Também estão presentes instrumentos de corda, como a viola toeira (também conhecida como viola de Coimbra) e a Braguinha, uma espécie de cavaquinho originário da Ilha de Madeira.

Os cantores são elementos fundamentais para a composição das passadas das danças portuguesas. Com uma vocalização característica, suas melodias andam lado a lado com os passos da dança, como se esta fosse uma manifestação artística de suas palavras.

Exemplos de danças de Portugal

É difícil mensurar qual é a mais antiga das danças de Portugal, pois elas estão presentes na cultura regional desde os tempos mais antigos. Listaremos a seguir alguns dos mais tradicionais tipos de danças portuguesas.



1 – Vira do Minho

vira-do-minho

O vira é sem dúvidas uma das mais conhecidas e populares danças portuguesas. Originária da região do Minho, essa dança apresenta movimentos e passos bastante característicos. Os dançarinos distribuem-se em casais, formando uma grande roda.

Homens e mulheres, então, iniciam a dança, caracterizada por pequenos pulinhos e giros para a esquerda e direita. Os homens levantam os braços, indo em direção às mulheres; estas, colocam as mãos na cintura e vão no sentido contrário.

2 – Chula

A chula é uma dança de origem camponesa, sendo originária da cidade do Porto. Seu ritmo é marcado segundo os batuques de instrumentos de percussão (geralmente a zabumba), tendo como característica principal movimentos e passos ligeiros.



Os dançarinos são distribuídos em casais, onde ambos dançam de frente uns para os outros com os braços erguidos, aos pulinhos. A chula é uma das muitas danças portuguesas que originaram uma dança brasileira, nesse caso, a chula gaúcha, dança típica da região Sul do Brasil.

3 – Corridinho, uma das mais antigas danças portuguesas

O corridinho, uma das mais antigas danças de Portugal, é originária da região do Algarve. Apresenta passadas semelhantes a uma polca, alternando-se entre a corridinha propriamente dita e movimentos rotacionais. É dançada em casais e, como em todas as danças portuguesas, os ritmos são ditados de acordo com a música.

A posição adotada pelos casais, segurando a mão e a cintura, assemelha-se ao bailarico. Entretanto, os passos aqui são mais rápidos, permitindo-se até alguns movimentos mais elaborados, como o giro ou pequenos pulos.

4 – Bailarico

O bailarico é uma das mais populares e típicas danças de Portugal. Sua principal característica está na simplicidade de seus passos, o que a torna muito apreciada até mesmo nos dias atuais. Além disso, não exige vestimentas nem acessórios específicos.

O bailarico é dançado em casais, como uma dança de salão, onde uma mão se repousa nas costas do parceiro e a outra segura em sua mão. Seus movimentos e passadas se assemelham a uma valsa, entretanto, sem grandes ousadias.

bailarico-danças-de-portugal

5 – Dança das fitas (ou dança do mastro)

A dança das fitas é mais um exemplo de danças portuguesas que serviram de inspiração para outra dança típica brasileira. Trazida para o país pelos imigrantes portugueses, originou a dança do pau de fitas, bastante popular e tradicional na região Sul do Brasil, guardando muitas semelhanças com a equivalente europeia.

A dança das fitas faz parte das festividades da dança de Garvão.  Assim como a maioria das danças portuguesas, participam homens e mulheres, estas utilizando longos e coloridos vestidos rodados. Acontece da seguinte maneira: um poste de madeira, de cerca de 3 metros de altura, é fixado ao chão.

Longas e coloridas fitas de seda são fixadas na extremidade superior do poste. Cada dançarino segura a extremidade inferior da fita e passa a dançar, movimentando-se em direção ao poste e, em seguida, na direção oposta. Os passos são marcados por pulinhos para os lados, em um ritmo ditado pela música.

Danças portuguesas: corridinho do Algarve

Continue conhecendo outras DANÇAS TÍPICAS

Gostou de conhecer as principais danças de Portugal? Compartilhe!

 

 

 




Continue lendo:

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*


6 − dois =