Dança de Salão – Conheça os tipos e características

Define-se como dança de salão todos aqueles tipos de dança que são praticadas em casais, utilizando um salão como ambiente de manifestação artística. Sua origem é muito antiga, datando do século XV. Seu primeiro registro histórico ocorreu na época do rei Luís XIV de França, que ocupou o trono francês por 72 anos, sendo este o maior tempo de reinado da história.

Segundo estudiosos, o fato de os casais se posicionarem lateralmente um ao outro na dança de salão se dá pelo motivo de que, na época, os soldados do rei carregavam suas espadas em um suporte afixado do lado esquerdo do quadril. Assim como ocorria na maioria das danças da época, os dançarinos adotavam uma posição ereta e fixa, o que lhes conferia graça e elegância.

Distribuição geográfica

Muito popular e praticada no continente europeu, a dança de salão começou a popularizar-se por outras regiões do mundo, sendo que os colonizadores europeus foram os grandes responsáveis por apresentar esse tipo de dança para outros povos. A partir de sua popularização global, começou a receber adaptações regionais, o que resultou em novos tipos de dança.

Tipos de dança de salão

Podemos citar como exemplo o tango, dança de salão que se tornou um dos símbolos da Argentina: é clássica como a tradicional da Europa, porém, incorpora a sensualidade característica atribuída aos latino americanos.

Também podemos citar uma dança brasileira muito conhecida, o samba de gafieira, que mescla movimentos clássicos com os de samba, sendo muito divertido de se dançar ou mesmo assistir.

Apesar das notórias diferenças que apresentam entre si, todas as variações desse tipo de dança possuem em comum a elegância, o romantismo e a química entre o casal de dançarinos. A seguir, apresentaremos as características de algumas das principais danças de salão.

1 – Salsa cubana

A origem da salsa data do início do século XX, em Cuba. Sua disseminação pelo mundo é atribuída aos imigrantes cubanos que viviam em Nova Iorque na década de 1940. É um ritmo contagiante que possui como referências o merengue e o reggae. A principal característica de uma apresentação de salsa é a trilha sonora que acompanha os dançarinos: é composta por congas (instrumentos de percussão).

salsa-cubana

Os dançarinos de salsa realizam movimentos rápidos e bastante complexos com os braços. O homem, segurando a mão da parceira, empurra-a e puxa-a de volta em sua direção, movimentos que exigem perícia de ambos. É um ritmo empolgante e exige uma boa disposição física dos dançarinos.

2 – Samba de gafieira

O samba de gafieira é um dos mais tradicionais exemplos de dança de salão brasileira. Criado no início do século XX, deriva diretamente do maxixe, tipo de dança criado por afrodescendentes no Rio de Janeiro.

No samba de gafieira a condução da dança é realizada pelo homem, que é responsável por conduzir a sua parceira. Tal característica é atribuída a imagem do “malandro da Lapa”, que era retratado com terno branco, sapatos pretos e camisa listrada em branco e vermelho (ou preto). Conduzindo a dança, o “malandro” está no controle da situação, podendo proteger a parceira de um eventual perigo.

3 – Tango, dança de salão argentina

O tango é uma das mais conhecidas e populares danças de salão no mundo. Datando do final do século IXX, sua história inicia-se na região do Rio da Prata, na Argentina. Assim como muitas das danças latinas, o tango caracteriza-se por seus movimentos sensuais e marcantes, sendo que os dançarinos se vestem com trajes elegantes e refinados.

O tango começou a disseminar-se pelo mundo ainda no início do século XX. Marinheiros franceses atracados na região do Rio Prata tiveram a oportunidade de aprender e praticar o tango e, quando retornaram à França, apresentaram o estilo aos compatriotas.

Apaixonados pelos movimentos elegantes e sensuais, os franceses começaram a adotar o tango em suas apresentações artísticas. A popularidade e admiração foi espalhando-se rapidamente por toda a Europa e, posteriormente, por todo o globo, tornando-se um dos mais famosos e admirados tipos de dança de salão.

4 – Merengue

O merengue é um dos mais populares tipos de dança da América Latina. Criado no final do século IXX na República Dominicana, o merengue é caracterizado por passadas rápidas, sendo que um dos pés se arrasta frequentemente pelo chão.

merengue-dança-de-salão-latina

O ritmo é conduzido ao som de instrumentos de sopro, como o saxofone e a trombeta, assim como o acordeão. Além disso, conta com o som do teclado e, na maioria das vezes, um vocalista cômico e alegre.

5 – Foxtrote

O foxtrote é uma dança de salão relativamente nova, comparando-se às demais. Criada após a Primeira Guerra Mundial por músicos afro-americanos, tem sua origem nos Estados Unidos. Seu nome significa “passos de raposa”, pois é um estilo baseado nem danças de origem africana, cuja maior característica é realizar movimentos e passadas semelhantes aos animais.

A relação entre o foxtrote e as bandas de jazz que existiam em Nova Iorque é bastante íntima, pois essa era a trilha sonora que acompanhava a dança. Dessa forma, os movimentos e passos realizados pelos dançarinos apresentam, assim como o ritmo do jazz, uma mistura de elegância, precisão e sofisticação. Seus movimentos são longos e bem escalonados, com um andar suave e realizando movimentos no sentido anti-horário.

6 – Polca, dança de salão da Alemanha

A polca é uma dança de salão muito popular na Europa. Originária da Alemanha, seu primeiro registro histórico data da era pós-napoleônica. Nesse tipo de dança, as mulheres utilizam vestidos longos e rodados, sendo que os homens utilizam camisa de manga longa, chapéus e bermudas com suspensórios, tudo no maior estilo alemão.

polca-alemã

Os movimentos realizados pelos dançarinos de polca são mais curtos e menos expansivos do que os realizados na dança de salão latina, sendo que o casal permanece mais próximo e em contato. Os passos são caracterizados por pequenos pulinhos, e o casal vai se movimentando pelo salão em movimentos circulares. É uma apresentação muito feliz e tradicional. No Brasil, foi introduzida pelos imigrantes alemães que vieram povoar parte da região Sul do país.

7 – Forró

O forró é sem dúvidas a mais popular e praticada dança de salão do Brasil. Sua origem data do início do século XX, e apresenta uma história curiosa. Em Pernambuco, a empresa ferroviária inglesa Great Western instalou-se para iniciar as obras de uma malha ferroviária na região. Nos finais de semana, a Great Western promovia bailes para os trabalhadores, e os ingleses diziam que era uma festa aberta “for all” (para todos).

O baile então começou a ser chamado de for all, o que acabou sendo pronunciado como “forró” pelos nordestinos que frequentavam. Desde então, o forró começou a popularizar-se pelo Nordeste, tornando-se a mais popular dança de salão da região. Músicos e compositores como Luiz Gonzaga e Dominguinhos foram os grandes responsáveis por promover o tipo de dança em todo o território nacional, tornando-o um símbolo nacional.

Características

O forró é dançado de maneira alegre e frenética, com o casal bem próximo um do outro, realizando movimentos que vão de suaves a sensuais. O ritmo é composto por instrumentos tipicamente nordestinos, como a sanfona, o triângulo e a zabumba.

Atualmente, podemos observar uma variação moderna da dança, chamada de forró universitário, que faz o uso de instrumentos eletrônicos e movimentos semelhantes aos da salsa cubana, ou seja, mais abertos do que o convencional.

Dança de salão – Tango

Continue conhecendo tudo sobre DANÇAS TÍPICAS

Gostou de aprender sobre a dança de salão? Compartilhe!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*


2 × 1 =