7 Danças Típicas da Região Nordeste do Brasil | Danças Nordestinas

danças-típicas-da-região-nordeste

Os diversos tipos de danças típicas da região Nordeste do Brasil refletem exatamente as características do povo nordestino, sendo sempre muito festivas, alegres e coloridas. O Nordeste sem dúvidas é uma das regiões mais belas e ricas culturalmente.

Apesar das dificuldades enfrentadas ao longo de séculos, o povo local não perde o espírito festivo e as danças nordestinas com certeza fazem parte das principais ferramentas que contribuem para toda essa positividade. Tal maneira de viver a vida reflete não apenas nos tipos de dança, como também em sua gastronomia, de sabores fortes e marcantes, igualmente coloridos.



É um povo muito caloroso e acolhedor, que valoriza muito a natureza e a amizade. Sentem orgulho das belezas naturais da região, mundialmente conhecidas por suas praias de águas cristalinas e quilômetros de areia branca. Nesse artigo aprenderemos mais sobre 7 danças populares nordestinas, que externam a cultura e o folclore da região.

1 – Frevo – A dança popular nordestina

O frevo é uma das mais populares danças típicas da região Nordeste do Brasil. É um ritmo bem conhecido mundialmente e é reconhecida como um patrimônio imaterial da humanidade, título conferido pela UNESCO em 2012.

O frevo surgiu entre o final do século XIX e início do XX, no estado de Pernambuco. Foi criado por compositores carnavalescos com o objetivo de levar mais empolgação e euforia nos blocos. O nome é um trocadilho da palavra “ferver’, que faz uma alusão ao ritmo frenético e festivo dessa dança. É até hoje um dos tipos de danças nordestinas mais presentes no Carnaval e em festas folclóricas populares.



frevo

O Frevo foi o ritmo precursor das típicas marchinhas de carnaval, podendo ser observado em outras regiões do país. Existem três tipos de trevo: o frevo de rua , frevo canção e o frevo de bloco.

  • O frevo de rua caracteriza-se por ser acompanhado por uma orquestra, sem nenhum cantor, sendo apenas instrumental;
  • O frevo canção tem a sua base fundamentada na canção, deixando os movimentos de dança em um segundo plano, resultando em um ritmo mais lento;
  • O frevo de bloco é acompanhado por uma orquestra, porém, esta é composta por instrumentos de corda e de sopro.

O frevo é um dos tipos de danças típicas nordestinas mais empolgantes e frenéticos da cultura popular. Os dançarinos estão sempre realizando movimentos fervorosos, dando saltos e passos acelerados. As vestimentas utilizadas no Frevo são curtas e muito coloridas, sendo que se utilizam sombrinhas igualmente coloridas, um acessório obrigatório.



2 – Torém

O Torém é uma dança popular do Ceará, cuja origem está nos povos indígenas que viviam naquela região. Os dançarinos formam um círculo, sendo que um deles permanece no centro. As vestimentas também seguem influencias indígenas, muitas vezes com os dançarinos fazendo o uso de pinturas corporais e cocares.

A dança faz parte de um ritual indígena, e apresentando um ritmo acelerado, no qual os dançarinos fazem imitações de movimentos de animais, como a tainha ou alguns pássaros. Uma interessante observação é que essa popular dança nordestina geralmente é executada na época da colheita do caju. Por esse motivo, os dançarinos bebem durante a performance uma bebida típica indígena conhecida como mocororó, que é feita a partir de processos de fermentação do caju.

3 – Dança do Cacuriá típica da região Nordeste do Brasil

O Cacuriá é um dos vários tipos de danças típicas da região Nordeste do Brasil cuja temática é a celebração a alguma divindade. Originária do estado do Maranhão, a cacuriá é uma dança que faz parte das festas realizadas em homenagem ao Divino Espirito Santo.

tipos-de-danças-cucuria



Nesse tipo de dança, os dançarinos dispõem-se em casais e se posicionam em uma roda ao som da percussão, instrumentos de corda e sopro.

4 – Caboclinhos

Caboclinhos é uma manifestação folclórica de rua, na qual os participantes saem dançando pelas ruas da cidade com o objetivo de levar alegria e euforia por onde passam. Inicialmente, foi criada como uma homenagem aos primeiros habitantes de Pernambuco, mas posteriormente passou a ser incorporada por outros estados nordestinos, como o Rio Grande do Norte e Alagoas.

É reconhecido pelo IPHAN como um patrimônio cultural brasileiro. Os caboclinhos, nome atribuído aos dançarinos, utilizam roupas bastante coloridas, e portam vários apetrechos como colares, pulseiras e chapéus com penachos.

5 – Ciranda

A ciranda é muito conhecida no país inteiro, sendo um dos mais populares tipos de danças típicas da região Nordeste do Brasil. Tem sua origem no estado de Pernambuco, e foi criada por esposas de pescadores que dançavam na vila enquanto aguardavam a chegada dos mesmos. Os dançarinos de ciranda formam um círculo, seguindo em um ritmo simples e agradável.

Lia de Itamaracá, considerada a maior dançarina de ciranda do Brasil, é também compositora de cantigas e responsável pela promoção dessa dança popular nordestina, dedicando a maior parte de sua vida a sua paixão. Não existe uma regra geral para as vestimentas dos cirandeiros, mas em apresentações artísticas, geralmente pode-se observar roupas bastante coloridas e rendadas.

6 – Pastoril

O Pastoril é um tipo de dança portuguesa, trazida pelos imigrantes europeus à região Nordeste por volta do século XVI. É uma mistura de danças, músicas e atuações, na qual conta-se a história do nascimento do menino Jesus. Por conta da temática, é geralmente apresentado na época do Natal.

É um espetáculo muito bonito, no qual as mulheres utilizam vestidos nas cores azul e vermelho, com meias longas e sapatilhas. Já os rapazes, vestem-se de acordo com seus respetivos personagens bíblicos.

7 – Forró, uma das mais populares danças típicas nordestinas

Provavelmente a mais conhecida e difundida das danças típicas da região Nordeste do Brasil, o forró está presente em todas as regiões do país. É um dos tipos de danças nordestinas que mais se difundiram, sendo apreciados por homens e mulheres de todas as idades.

forró

A história do forró data do final do século XIX. Segundo consta, durante as construções das ferrovias nordestinas, engenheiros e trabalhadores da empresa Great Western – empresa britânica que atuava no ramo ferroviário – realizavam bailes para os trabalhadores e moradores locais. Tais bailes eram denominados Dance for all, (que em português significa “dança para todos”) mas acabavam-na por chamar de “for all”.

A partir daí, misturando-se danças típicas nordestinas com as inglesas e americanas, criou-se um novo tipo de dança. A expressão for all acabou sendo pronunciado pelos nordestinos como “forró”, e a partir daí passou a ser muito popular em Pernambuco.

Entretanto, por volta dos anos 1950, Luiz Gonzaga (1912-1989), considerado o maior compositor e cantor de forró da história, começou a lançar seus sucessos inesquecíveis, o que acarretou na popularização e sucesso do forró para todo o território nacional.

A modernização do forró

A popularidade do forró foi crescendo com o passar dos anos. É interessante destacar que o forró é um dos únicos tipos de danças populares nordestinas que foi evoluindo e criando estilos paralelos ao longo de sua existência.

Por volta do início dos anos 1980, o forró eletrônico tomou as rádios do país, com a tradicional sanfona ganhando a companhia de guitarras e teclados elétricos, baixos e demais instrumentos contemporâneos.

Nos anos 1990 houve um “boom” do forró moderno, com a criação de inúmeras bandas de forró universitário, como o Falamansa. Isso foi notável, pois simbolicamente foi uma continuação do legado de Luiz Gonzaga promovida pelos músicos mais jovens. O forró ainda figura como um dos mais expressivos tipos de danças típicas da região Nordeste do Brasil e motivo de orgulho não só para a região, mas para todo o país, pois é uma das mais reconhecidas danças brasileiras no mundo.

Contribuição das danças típicas da região Nordeste para a cultura popular brasileira

As danças típicas da região Nordeste do Brasil refletem a alegria e simplicidade dos nordestinos, utilizando para isso a arte e a beleza de sua história e folclore. Leva alegria e faz causar admiração a uma região que, apesar de sempre ter enfrentado tantas dificuldades, nunca deixou de festejar e contagiar todas as regiões do país com sua alegria e positividade.

A região Nordeste é composta pelo maior número de estados (9) dentre as cinco regiões do país, característica que resultou em uma grande diversidade cultural, refletida em seus costumes e manifestações populares. Por conta de sua extensão territorial, existem muitos tipos de danças típicas populares nordestinas, cada uma contribuindo positivamente para com a cultura regional.

  • Gostou das danças típicas da região Nordeste? Então conheça outras DANÇAS TÍPICAS.



Continue lendo:

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*


2 × 1 =